EDP está entre as 15 marcas de utilidades públicas mais valiosas do mundo

edp news

EDP está entre as 15 marcas de utilidades públicas mais valiosas do mundo

sexta-feira 28, Junho 2019

Estudo aponta aumento de 38,5% no valor da marca com destaque para o investimento em novas tecnologias ao redor do mundo

A EDP, empresa que atua em todos os segmentos do setor elétrico brasileiro, foi reconhecida pela Brand Finance, consultoria global de estratégia de negócios e valuation de marcas no mercado, como uma das 15 marcas de companhias de utilidades públicas mais valiosas do mundo. De acordo com o estudo, o valor da marca EDP aumentou em 38,5% em um ano, chegando a US$ 2,7 bilhões.

Segundo Brand Finance, a força de uma marca é calculada por um conjunto de ações ligadas aos investimentos na imagem da empresa, ao relacionamento com stakeholders e a performance nos negócios. Com isso, além de calcular o valor geral da marca, a consultoria também determina a força relativa das empresas por meio de um balanço scorecard de métricas de avaliação do desempenho da companhia nas três frentes de atuação, somadas às previsões de receita.

Neste sentido, a EDP obteve uma avaliação de AA+, tornando-se a marca de utilidade pública portuguesa mais valiosa, e ocupando a 14ª colocação no ranking mundial, com um aumento de quatro posições em relação ao ano anterior.

“O reconhecimento da Brand Finance às nossas práticas de inovação e governança é motivo de orgulho para a EDP. Isso nos mostra que estamos no caminho certo para fortalecer a reputação de nossa marca, por meio de nossa aposta na transformação digital e nas causas inspiradoras que defendemos” afirma Paulo Campos Costa, diretor global de Comunicação e Marketing da EDP.

David Haigh, CEO da Brand Finance, destaca o crescimento da EDP, elogiada por sua visão de futuro e, principalmente, pela inovação tecnológica e investimento em energias renováveis. “O pleno comprometimento da EDP em reforçar seus ativos renováveis nos EUA, na Europa e na América Latina a torna uma força pioneira na arena das utilidades públicas", diz Haigh.  

No Brasil, a EDP foi a primeira empresa do setor elétrico a criar um Centro de Excelência em Robotização. Até o momento, a empresa conta com mais de 150 robôs em operação. A digitalização desses processos corresponde a cerca de 70 mil horas de trabalho e gera um ganho anual equivalente a R$ 6 milhões. Para 2019, o objetivo é chegar a 170 processos/atividades robotizados.

Na área de responsabilidade social, algumas das iniciativas de maior destaque são o patrocínio master à reconstrução do Museu da Língua Portuguesa, destruído por um incêndio em 2015, e, mais recentemente, o anúncio do patrocínio à restauração do Museu do Ipiranga, fechado desde 2013.

Reconhecimentos 

Em 2018, a Companhia conquistou pela quinta vez o Troféu Transparência, prêmio concedido pela Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (ANEFAC) às organizações com as melhores práticas contábeis.

A empresa ainda foi apontada pelo Guia EXAME de Sustentabilidade como Melhor Empresa do Brasil em Relação com a Comunidade por iniciativas como a instalação de usinas solares em comunidades indígenas e ribeirinhas e os projetos sociais desenvolvidos pelo Instituto EDP em frentes ligadas à educação, ao desenvolvimento local e geração de renda.

Sobre a EDP no Brasil

Com mais de 20 anos de atuação, a EDP é uma das maiores empresas privadas do setor elétrico a operar em toda a cadeia de valor. A companhia, que tem mais de 10 mil colaboradores diretos e terceirizados, atua em Geração, Distribuição, Transmissão, Comercialização e Serviços de Energia. Possui seis unidades de geração hidrelétrica e uma termelétrica, e atende cerca de 3,4 milhões de clientes pelas suas Distribuidoras em São Paulo e no Espírito Santo. Recentemente, adquiriu participação na CELESC, em Santa Catarina. No Brasil, é referência em áreas como Inovação, Governança e Sustentabilidade, estando há 13 anos consecutivos no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da B3.

Sobre a Brand Finance

A Brand Finance desenvolve estudos globais referentes à reputação e valor financeiro de marcas desde 1996, e avalia anualmente mais de 3.500 marcas.