Projeto da EDP beneficiou 18 mil alunos em 2018

edp news

Projeto da EDP beneficiou 18 mil alunos em 2018

segunda-feira 25, Fevereiro 2019

Boa Energia nas Escolas capacitou 236 educadores em cinco municípios do Estado

A EDP, distribuidora de energia elétrica do Espírito Santo, capacitou 236 educadores e beneficiou mais de 18 mil alunos entre os meses de julho e outubro do último ano. As ações fizeram parte do programa Boa Energia nas Escolas, que tem como objetivo principal disseminar informações sobre a utilização segura e eficiente da energia elétrica nas instituições de ensino da rede pública.

A iniciativa trabalha conceitos sobre a utilização segura e eficiente da eletricidade de forma lúdica com estudantes da rede básica de ensino. É no caminhão-laboratório que os alunos têm contato prático sobre os temas estudados na sala de aula. Na unidade móvel de ensino vivenciam uma série de experimentos, aprendendo na prática temas como a preservação dos recursos naturais, os tipos de geração de energia, segurança com pipas e rede elétrica e sobre a melhor forma de uso dos equipamentos elétricos.

Além da disseminação do conhecimento para os alunos, o Boa Energia nas Escolas trabalha a capacitação de educadores, com cartilhas e materiais para serem utilizados em sala de aula.

 “Quando uma informação relevante sensibiliza o jovem, ele absorve e transmite a mudança para seus familiares. É um ciclo que ultrapassa os muros da escola e impacta positivamente nas mudanças de hábitos das famílias”, destaca o gestor executivo da EDP, Afonso Celso da Silva.

Em 2018, três escolas foram beneficiadas com kit’s fotovoltaicos, com potencial de gerar cerca de 4.950 kWh/ano por escola, visando o seu uso pedagógico como laboratório e ajudando a reduzir a conta de energia elétrica dessas escolas.

O Boa Energia nas Escolas faz parte do Programa de Eficiência Energética (PEE) da empresa, que utiliza a metodologia PROCEL Educação e é regulado pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica).

Confira os números do Boa Energia nas Escolas em 2018

Municípios

Alunos contemplados

Escolas envolvidas

Professores capacitados

Ibatiba

4.032

12

58

Rio Novo do Sul

2.531

06

34

Domingos Martins

2.767

11

24

Alfredo Chaves

2.319

9

42

Afonso Claudio

3.909

19

78

Eventos educacionais

2.600

Por dentro do caminhão

De médio porte e customizado, a unidade móvel de ensino é um caminhão equipado com televisão que exibe vídeos educacionais, óculos de realidade virtual, além de contar com diversos experimentos sobre energia elétrica e uma maquete que simula o consumo de uma residência.

As crianças que visitam a unidade são acompanhadas por uma equipe de monitores devidamente uniformizada e treinada para transmitir informações básicas sobre a energia elétrica e os caminhos que ela percorre até chegar às residências, bem como a melhor forma de usar a eletricidade com segurança e sem desperdício.

Confira as atividades que o caminhão-laboratório oferece:

Painel interativo e casa de consumo – um painel com os principais cômodos e equipamentos eletrodomésticos que simulam o consumo de uma residência;

Óculos e vídeo de Realidade Virtual 360º –  com os óculos de realidade virtual é possível assistir um vídeo educativo demonstrando de forma interativa os caminhos da energia;

Gerador de Van der Graff - produz o efeito de arrepiar os cabelos de quem tocar na cúpula, isolado da terra, pois o cabelo fica eletrizado com cargas da mesma polaridade, que consequentemente se repelem;

Globo de Plasma – quando uma pessoa coloca a mão na lâmpada acima da zona iluminada, ela ilumina até à zona em que a mão encosta, pois a pessoa passa a ser o condutor elétrico, induzindo a corrente à área onde a mão está;

Teste de Nervos – o grande desafio é completar o trajeto sem tocar no fio. Ao tocar a argola no fio fecha-se o circuito, acionando uma luz e uma campainha;

Gerador Manual – O estudante gira uma manivela que transforma a energia mecânica em energia elétrica. A energia produzida acende lâmpadas de LED;

Conjunto para Estudo da Transformação da Energia Solar – A célula fotovoltaica capta a energia solar que é transformada em energia elétrica. A energia produzida gira o disco colorido, conhecido como disco de Newton, que, ao girar, produz um efeito visual. O disco fica totalmente branco, sendo explicado pela persistência visual dos nossos olhos.