edp news

EDP orienta sobre a diretriz de suspensão do corte de energia a clientes residenciais e de serviços essenciais

Sábado 28, Março 2020

Residências, hospitais e centros de saúde com atendimento à população serão beneficiados, mas orienta que devem continuar com pagamento regular das faturas. As medidas valem por 90 dias.

A EDP, alinhada com as diretrizes da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para todas as concessionárias do País, informa que não realizará suspensão do fornecimento de energia por falta de pagamento para todos os clientes residenciais da área de concessão, além daqueles considerados essenciais, como hospitais e centros de saúde com atendimento da população. A corte do fornecimento destas unidades estão temporariamente suspensos, conforme Resolução Normativa do órgão regulador, deliberada nesta terça-feira ,24 de março.

 

Apesar da suspensão do corte de energia, a Aneel reforça a importância para que os clientes continuem pagando suas contas normalmente, já que o consumo de energia continuará sendo cobrado nesse período, evitando acúmulo de valores em débito. Por isso, torna-se ainda mais necessário o consumo consciente e racional da energia. A fatura de energia elétrica é formada a partir dos custos de toda a cadeia do sistema elétrico brasileiro (geração, transmissão e distribuição de energia), além de impostos e tributos que garantem que o estado possa utilizar os recursos para implementar políticas públicas e, neste momento, para combater o Coronavírus. 

 

Para minimizar a necessidade de entrega de correspondência pelo meio físico e garantir o recebimento da conta de energia, a EDP orienta o cliente para o cadastro do envio da fatura por meio do EDP Online, www.edponline.com.br, ou utilizando o aplicativo EDP Online, disponível em todas as plataformas de smartphones e tablets. No EDP Online, o cliente também pode optar pelo recebimento virtual de outras comunicações da Distribuidora, além de realizar negociação de possíveis débitos em aberto e fazer a autoleitura do seu consumo.