EDP vai construir maior usina solar do Espírito Santo para a Brametal

edp news

EDP vai construir maior usina solar do Espírito Santo para a Brametal

terça-feira 19, Fevereiro 2019

Planta vai gerar 2.409 MWh por ano, o suficiente para abastecer 803 residências por mês. Projeto evitará a emissão de mais de 185 toneladas de CO2, por ano

A EDP, empresa que atua em todos os segmentos do setor elétrico, construirá uma usina solar para a Brametal, companhia dona de uma das maiores fábricas do mundo em produção de estruturas metálicas galvanizadas a fogo para geração e transmissão de energia elétrica, telecomunicações e geração de energias renováveis a partir das fontes eólica e fotovoltaica. A instalação vai gerar cerca de 2.409 MWh por ano, energia capaz de atender mensalmente 803 residências com o consumo médio de 250kWh/mês ou 3.000 kWh por ano. Esta será a maior usina solar do Espírito Santo em potência instalada.

A planta, a ser construída em Linhares (ES), será composta por mais de 3.700 módulos fotovoltaicos em uma área de aproximadamente 30 mil metros quadrados. A energia gerada na unidade evitará a emissão de 186,93 toneladas de CO2,, o que equivale ao plantio de 1.378 árvores. Além do benefício ambiental, o empreendimento permitirá à Brametal reduzir os custos com energia elétrica em sua unidade fabril em aproximadamente R$ 360 mil ao ano.

“A solução desenvolvida pela EDP proporcionará à Brametal maior previsibilidade nos gastos com energia e a possibilidade de uma economia significativa. Esse contrato é uma grande conquista para o grupo EDP”, afirma Fernando Saliba, diretor da EDP Grid.

Esse projeto contará com tecnologia de tracking – estruturas que se movem de acordo com as mudanças no ângulo dos raios solares – produzida pela própria Brametal, o que fará dessa instalação uma espécie de showroom dos equipamentos fabricados pela Companhia. A conclusão da obra está prevista para o segundo semestre de 2019.

 “A Brametal é parceira tradicional da EDP, tendo fornecido seus produtos para importantes projetos, tais como 225 torres, que somam 800 toneladas de estruturas, para 103 quilômetros de linha de transmissão de 230 kV entre Linhares e São Mateus, no Espírito Santo, e fornecerá aproximadamente 27.000 toneladas de torres para 750 quilômetros de linha de transmissão de 500 kV entre os estados de São Paulo e Minas Gerais. Esta parceria, construída ao longo de muitos anos, reflete-se agora na consolidação desse importante projeto de geração de energia solar fotovoltaica no Espírito Santo, pioneiro no estado com uso de tecnologia de tracking 100% nacional”, diz Rui Luiz Scotti, diretor-presidente da Brametal.

Foco em soluções de energia

A EDP possui uma unidade dedicada à implementação de empreendimentos solares de autoprodução e geração distribuída, sendo a responsável pela construção, operação e manutenção dos sistemas. Entre 2017 e 2018, a Companhia negociou 15 projetos de energia solar com aproximadamente 25 MWp de capacidade contratada. Num deles, construirá uma usina com 15 mil painéis fotovoltaicos para atender 88 agências do Banco do Brasil, em Minas Gerais. A iniciativa permitirá uma economia de cerca de R$ 82 milhões em um período de 15 anos para o BB.

A Empresa também executou um dos maiores projetos do Brasil de cobertura fotovoltaica, com capacidade instalada de 1,33 MWp, implementado no telhado de um shopping no Rio Grande do Sul, além de ser pioneira na elaboração de uma solução de autoprodução de energia para cliente comercial, um shopping no Rio de Janeiro. O complexo, composto por duas usinas solares e instalado em Minas Gerais, totaliza uma capacidade instalada de 8,33 MWp.

A EDP ainda é a responsável pela entrega de um projeto de energia solar para o Hospital do Grupo de Assistência à Criança com Câncer - GACC Vale do Paraíba, localizado em São José dos Campos, no interior de São Paulo.  Em fase final de implantação, o sistema contará com 566 painéis fotovoltaicos em seu telhado e irá gerar 232 MWh anuais, o que equivale ao consumo de 64 casas no mesmo período.

Energia solar no Espírito Santo

De acordo com o estudo “A Energia Solar no Espírito Santo - Tecnologias, Aplicações e Oportunidades”, elaborado pela Agência de Serviços Públicos de Energia do Espírito Santo (Aspe) em parceria com o Instituto Capixaba de Pesquisa Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), o Estado possui um ótimo índice de irradiação solar, ficando atrás apenas das capitais do Nordeste.  

No último ano, o Brasil ultrapassou a marca de 2.000 megawatts de potência operacional de fontes fotovoltaicas e, de acordo com a ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica, o setor estima alcançar a marca de 3.000 MW de potência instalada até o fim de 2019.

Características técnicas da usina solar da Brametal

  • 3.720 módulos de 360Wp (Potência 1.339 kWp)
  • 11 Inversores de 100kW
  • Geração de Energia Mensal: 200,75 kWh (média)
  • Geração de Energia Anual: 2.409 MW
  • Fator de Capacidade: 20,53%

Sobre a EDP no Brasil

Com mais de 20 anos de atuação, a EDP é uma das maiores empresas privadas do setor elétrico a operar em toda a cadeia de valor. A companhia, que tem mais de 10 mil colaboradores diretos e terceirizados, atua em Geração, Distribuição, Transmissão, Comercialização e Serviços de Energia. Possui seis unidades de geração hidrelétrica e uma termelétrica, e atende cerca de 3,4 milhões de clientes pelas suas Distribuidoras em São Paulo e no Espírito Santo. Recentemente, adquiriu participação na CELESC, em Santa Catarina. No Brasil, é referência em áreas como Inovação, Governança e Sustentabilidade, estando há 13 anos consecutivos no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da B3.

Sobre a Brametal

Fundada no Brasil em 1975 na cidade de Criciúma, em Santa Catarina, pelo o engenheiro Ayrton Egídio de Mattos Brandão, a Brametal, inicialmente criada para atender ao Mercado de construçāo civil, construiu sua história e valores a partir das atitudes empreendedoras do seu idealizador e depois do seu filho, o engenheiro Ricardo Minatto Brandão. Com sede em Linhares-ES desde 2000, e unidades fabris em Criciúma-SC e Sabará-MG, atualmente, há 43 anos de sua fundação, a empresa é considerada a maior fábrica das Américas para a produção de estruturas metálicas galvanizadas a fogo para geraçāo e transmissão de energia elétrica, telecomunicações e geração de energia elétrica a partir de fontes renováveis, em particular das fontes eólica e fotovoltaica, com uma capacidade fabril na ordem de 150.000 toneladas/ano.

Para este ano, com o aquecimento do mercado de transmissão de energia elétrica e a aquisição de sua nova unidade fabril em MG, bem como com as estratégias de novos produtos como Torres Metálicas Monotubulares ( Postes Metálicos) para os mercados de Transmissão e Distribuição de Energia elétrica e de Telecomunicações, e de Estruturas Metálicas de Suportes para Painéis Fotovoltaicos, para o Mercado de Energia solar, e as Torres Metálicas Treliçadas de Suporte para Aerogeradores para o mercado de Energia eólica, a expectativa da Brametal é ter um incremento na ordem de 20% no faturamento com relação a 2018.