edp news

EDP promove mesas literárias pré-FLIP 2020

Segunda-feira 16, Novembro 2020

Programação em 18 e 20 de novembro será transmitida via Youtube e aberta ao público

Como parte de suas ações de promoção à cultura, a EDP, empresa que atua em toda a cadeia do setor elétrico, realiza a FLIP + na EDP, uma programação paralela da Festa Literária Internacional de Paraty composta por duas mesas literárias, realizadas nos dias 18 e 20 de novembro, sobre os dilemas do contexto da pandemia da Covid-19 e o significado de ser negro no Brasil contemporâneo.

As mesas serão mediadas pela antropóloga Lilia Schwarcz, autora dos livros O espetáculo das raças (1993), As barbas do imperador (1998, prêmio Jabuti de Livro do Ano), Brasil: Uma biografia (2015, com Heloisa M. Starling), Lima Barreto: Triste visionário (2017, prêmio Jabuti de Biografia), Sobre o autoritarismo brasileiro (2019) e Dicionário da República (2019, com Heloisa M. Starling, que concorre ao Jabuti de Ciências Humanas). A ação conjunta e online terá transmissão aberta nos canais do Youtube da FLIP e da EDP.

“Neste ano atípico, queremos manter nosso compromisso de continuar investindo na cultura e de celebrar a luso-brasilidade, disponibilizando a todos essa rica programação online, que discute grandes temas da atualidade. Este ano tem um simbolismo particular, dominado pela confluência da crise sanitária gerada pela Covid-19, da emergência climática, e de todas as questões sociais fraturantes da atualidade”, afirma Miguel Setas, presidente da EDP no Brasil.

Confira a programação da Flip + na EDP:

Mesa 1:Pedro Duarte com mediação de Lilia Schwarcz

Dia 18/11 (quarta-feira), das 14h às 15h30.

Resumo: Misturando cultura erudita e pop, por meio do trabalho do filósofo Pedro Duarte, a mesa busca trazer um olhar aprofundado, mas acessível, sobre os dilemas vividos no atual contexto da pandemia da Covid-19.

O convidado: Autor do livro A pandemia e o exílio do mundo, lançado em 2020 pela editora Bazar do Tempo, Pedro Duarte é professor-doutor em Filosofia da PUC, no Rio de Janeiro, e Fulbright Brazil Distinguished Chair na Universidade de Emory (EUA). Desde 2011, quando lançou seu primeiro livro pela editora Zahar, Romantismo e estética moderna, Pedro escreve sobre os mais variados temas, indo de cultura popular à política partidária. No ensaio A Pandemia e o exílio do mundo, escrito no calor do momento, ele analisa as inúmeras indagações do tempo presente, convocando obras de ficção, filosofia, música e poesia de autores tão diversos quanto Hannah Arendt, Bruno Latour, Caetano Veloso, R.E.M e Pearl Jam. O olhar de Pedro traz uma mistura do pop contemporâneo e do erudito, aproximando diferentes públicos para suas reflexões.

Onde assistir: www.youtube.com/EDPnoBrasil

 

Mesa 2:Muryatan S. Barbosa com mediação de Lilia Schwarcz

Dia 20/11 (sexta-feira), das 16h às 17h30.

Resumo: A partir da conversa com Muryatan S. Barbosa, que trata de pensadores africanos pouco estudados pelo mundo cultural ocidental, a mesa busca refletir o que significa ser negro no Brasil contemporâneo, estabelecendo uma conexão entre Brasil-África.

O convidado: Autor do livro A Razão Africana, lançado em 2020 pela editora Todavia, Muryatan S. Barbosa é professor da Universidade Federal do ABC, foi consultor da Unesco para o Programa Brasil-África: histórias cruzadas, e também atuou como pesquisador visitante na Universidade de Harvard. Muryatan nasceu em Lund, na Suécia, em decorrência do exílio político de sua família nos anos 1970, mas dedicou seus estudos à questão racial no Brasil. Em A Razão Africana, Muryatan faz uma síntese do pensamento filosófico africano produzido ao longo do século XX, em que foram recorrentes temas como autonomia cultural, racismo, identidade e entendimento da questão negra.

Onde assistir: www.youtube.com/EDPnoBrasil

 

Sobre a EDP no Brasil

Com mais de 20 anos de atuação, a EDP é uma das maiores empresas privadas do setor elétrico a operar em toda a cadeia de valor. A Companhia, que tem mais de 10 mil colaboradores diretos e terceirizados, atua em Transmissão, Comercialização e Serviços de Energia, e possui seis unidades de geração hidrelétrica e uma termelétrica. Em Distribuição, atende cerca de 3,5 milhões de clientes em São Paulo e no Espírito Santo, além de ser a principal acionista da Celesc, em Santa Catarina. No Brasil, é referência em áreas como Inovação, Governança e Sustentabilidade, estando há 14 anos consecutivos no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da B3.

Siga a EDP em: Site | LinkedIn